Huck comprou jatinho com juros subsidiados pelo BNDES


Em 12/02/2018

 



O apresentador Luciano Huck recorreu ao Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiar, com juros subsidiados, a compra de uma aeronove. Ele, que é cogitado como possível candidato ao Palácio do Planalto nas eleições de outubro, é dono da empresa Brisair Serviços Técnicos Aeronáuticos Ltda e tem como sócia a mulher, a também apresentadora Angelica.

 

Dados da instituição financeira detalham que o empréstimo para a aquisição do avião foi contrato em 29 de maio de 2013, em 114 parcelas, com cinco meses de carência para o início da amortização e juros anuais de 3% ao ano. Essas condições de pagamento são oferecidas apenas por bancos de fomento e não seria possível ter acesso aos recursos, com essas taxas, em outras instituições financeiras. A estatal liberou R$ 17,7 milhões em uma operação intermediada pelo Itaú Unibanco, por meio do programa Finame.

 

A informação foi publicada primeiro pelo blog Tijolaço e confirmada pelo Correio. O banco público explicou que até dezembro de 2017, havia 1.036.572 operações registradas com as condições semelhantes, o que demonstra a pulverização do programa entre milhares de empresas de todo o Brasil. A estatal ainda informou que a função do Finame é fomentar a indústria brasileira de bens de capital, criando mecanismos de crédito que estimulem a produção, aquisição e comercialização de bens, máquinas e equipamentos nacionais.

 

O Finame garantia juros subsidiados a quem contratasse as linhas de financiamento. Com isso, parte do empréstimo era pago pelo Tesouro Nacional, que a correção era inferior a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP). O governo ainda bancava a diferença entre a Selic e a TJLP nos empréstimos via PSI. A reportagem não encontrou a assessoria de Huck para comentar o caso.

 

FONTE: CORREIO BRAZILIENSE

FOTO: REPRODUÇÃO/INTERNET

 


Rede Primeiro Minuto
©2016 - Todos os direitos reservados