Rede Primeiro Minuto
Terça, 03 de Agosto de 2021 13:25
83 98170-6053
Paraíba COVID-19

Bruno projeta 320 mil doses da Pfizer e a imunização de toda a população vacinável de Campina Grande até o fim de setembro

Prefeito comemora previsão de 3,2 milhões de doses para o Estado da Paraíba, após reunião com o secretário estadual de Saúde.

22/07/2021 16h33 Atualizada há 7 dias
Por: Da Redação
Foto: Codecom/CG
Foto: Codecom/CG

 

O prefeito Bruno Cunha Lima anunciou durante entrevista à Rádio Campina Grande FM, nesta quinta-feira, 22, que Campina Grande deve receber, entre agosto e setembro próximos, cerca de 320 mil doses de vacina, apenas da fabricante Pfizer. Com isso, a previsão é de que o Município conclua em 60 dias a aplicação de primeiras doses de toda a população vacinável da cidade, ou seja, as pessoas a partir de 18 anos de idade. 

“A Paraíba deve receber cerca de 3,2 milhões de doses só da Pfizer. Como Campina Grande recebe cerca de 10% da remessa estadual, se essas previsões se confirmarem, devemos receber em torno de 320 mil doses, isso sem contar com a AstraZeneca, Janssen e Butantan”, disse. 

Na análise de Bruno, com esse quantitativo garantido, a Secretaria Municipal de Saúde consegue imunizar toda a população. “Até o fim de setembro, eu acredito que todos os campinenses nessa faixa etária estarão recebendo a primeira dose e até o final do ano, novembro e dezembro, teremos vacinado toda a população com as duas doses. A gente vai ter um impacto muito positivo na diminuição de mortes, na demanda por hospitais”, explicou. 

Nessa quarta-feira, 21, o prefeito se reuniu com o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, para discutir sobre a saúde pública em Campina Grande e região, ocasião em que o secretário sinalizou sobre essa previsão de recebimento de doses. Questionado pelos repórteres sobre a diferença na vacinação entre João Pessoa e Campina Grande, o prefeito lembrou que a cidade se equiparou na vacinação por faixa etária com a capital. 

“As pessoas lembram as várias reclamações que fiz pela diferença na destinação de doses. Nós passamos a receber a compensação dessa diferença, já foram mais de 9 mil doses e ainda faltam cerca de 7 mil. As pessoas mais atentas vão identificar que foi justamente ao receber essa diferença que nós conseguimos alcançar João Pessoa no avanço da vacinação, o que demonstra que nós estávamos certos”, finalizou.

Fonte: Codecom/CG

 

 

 

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias