Rede Primeiro Minuto
Sábado, 18 de Setembro de 2021
21°

Poucas nuvens

Campina Grande - PB

Brasil BRASIL

Marcelo Queiroga nega ter pedido demissão e ataca “indústria de boatos”

Sem usar máscara, o ministro da Saúde deu entrevista para defender o governo e a maneira como o combate à pandemia é conduzido no país.

02/09/2021 às 18h37 Atualizada em 03/09/2021 às 18h24
Por: Da Redação
Compartilhe:
Foto: Hugo Barreto/Metrópole
Foto: Hugo Barreto/Metrópole

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, desmentiu na tarde desta quinta-feira (2/9) os boatos de que teria pedido demissão do cargo. “Não pedi demissão e nem vou pedir demissão. Estarei aqui no Ministério da Saúde até o dia que o presidente da República decidir que sou útil à nação brasileira”, afirmou.

Dispensando a máscara de proteção ao falar com jornalistas, o ministro críticou o que chamou de “indústria de boatos”. “Não sei ao que interessa essa indústria de boatos, de fake news, somente para tentar desestabilizar o governo”, reclamou.

Queiroga defendeu a maneira como o governo Bolsonaro tem lidado com a pandemia: “Hoje empreendemos a campanha contra a Covid mais bem sucedida do mundo, com queda no número de casos, de óbitos, e vamos vencer essa pandemia”.

Notícia nas redes

Nesta quinta, uma notícia que circulou nas redes dizia que Queiroga comunicou ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que não ficará mais à frente do Ministério da Saúde.

Também ressaltava que o titular da pasta permanecerá na função até que o Planalto encontre um substituto. Ao Metrópoles, a assessoria do ministro garantiu que a notícia é fake.

Nesta sexta-feira (3/9), Marcelo Queiroga fará sua primeira viagem internacional como ministro da Saúde. Ele irá para Roma, na Itália, para participar da reunião de ministros da Saúde do G20, grupo das 20 maiores economias do mundo.

A viagem, paga pelo governo brasileiro, acontecerá entre os dias 3 e 7 de setembro. A autorização foi publicada no último dia 16 no Diário Oficial da União (DOU).

Fonte: Metrópoles

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias