Rede Primeiro Minuto
Quarta, 20 de Outubro de 2021
22°

Muitas nuvens

Campina Grande - PB

Política CAMPINA GRANDE

Bruno lança programa Famílias Fortes no Distrito de Galante

Ações, em parceria com o governo federal, já foram iniciadas no Município e têm como meta contemplar 480 famílias.

21/09/2021 às 18h02 Atualizada em 22/09/2021 às 18h43
Por: Da Redação
Compartilhe:
Foto: Codecom/CG
Foto: Codecom/CG

Durante cerimônia rápida e bastante prestigiada o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, acompanhado da primeira-dama, Juliana Figueiredo Cunha Lima, e do vice-prefeito Lucas Ribeiro, lançou na manhã desta terça-feira, 21, o programa Famílias Fortes, do governo federal. A solenidade foi realizada no Centro de Referência da Assistência Social de Galante (CRAS), com a presença do secretário municipal de Assistência Social (Semas), Valker Neves, e da articuladora e coordenadora do programa no município, Aline Aguiar, além de secretários e vereadores.

Ligado ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, o Famílias Fortes tem à frente, em Campina Grande, a primeira-dama Juliana Figueiredo Cunha Lima. O programa é voltado ao bem-estar dos membros das famílias assistidas, a partir do fortalecimento dos vínculos familiares e o desenvolvimento de habilidades sociais. A meta é alcançar 480 famílias, com jovens em idades de 10 até 14 anos.

Bruno Cunha Lima destacou a importância da primeira-dama do Município na articulação, junto ao governo federal, para trazer o programa até Campina Grande. “Campina Grande é conhecida, junto ao Ministério da Cidadania, pelo trabalho desenvolvido no programa Criança Feliz, que atende crianças na primeira infância e foi destaque, por duas vezes, em nível nacional. Agora, segue com o Família Fortes, que é ligado ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos”, disse.

O programa está na fase inicial e vem sendo desenvolvido nos CRAS (das zonas urbana e rural) e no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (Bodocongó). São quatro equipes, compostas por 20 profissionais, entre facilitadores e cuidadores que já desenvolvem atividades durante encontros nas unidades. No CRAS de Galante, por exemplo, foram realizados seis encontros e as equipes seguem com os acompanhamentos.

A manicure Marcélia Braz, mãe de 3 filhos, disse que já percebe os primeiros resultados. “Minha filha era calada, introspectiva e agora percebo que ela dialoga mais com a família. Além disso, estou aprendendo com os facilitadores a lidar com as várias situações que surgem dentro de casa”, argumentou.

O secretário Valker Neves ressaltou a importância do programa em trazer uma melhor estrutura para os lares. “Um dos maiores problemas que temos hoje é a dissolução das famílias, que acabam resvalando na sociedade, por isso é tão importante trabalhar a base da família”, concluiu.

Fonte: Codecom/CG

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias