Rede Primeiro Minuto
Quarta, 20 de Outubro de 2021
22°

Muitas nuvens

Campina Grande - PB

Política CMCG

Desenvolvimento Sustentável é tema de roda de diálogo promovida pelo mandato da vereadora Jô Oliveira

A atividade integra a programação da I Semana de Desenvolvimento Celso Furtado, promovida pelo mandato da vereadora Jô Oliveira, e que acontece até o dia 01 de outubro.

28/09/2021 às 17h45 Atualizada em 29/09/2021 às 21h24
Por: Da Redação
Compartilhe:
Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

O mandato da vereadora Jô Oliveira (PCdoB) promove nesta quarta-feira (29), uma roda de diálogo intitulada ‘O olhar de Campina Grande para a Ciência, Inovação e o Desenvolvimento Sustentável’. A atividade terá início às 16h, e acontece na Câmara Municipal de Campina Grande, com transmissão ao vivo pelas redes sociais.

Participam do debate, além da vereadora, o Chefe de Gabinete da Reitora da UEPB, Luciano Albino; a Secretária de Ciência e Tecnologia da PMCG, Laryssa Almeida; o Diretor da Fundação Parque Tecnológico, Nilton Silva; o Diretor/Presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Paraíba (Fapesc), Roberto Germano; o advogado e presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos, Olímpio Rocha; e a Secretária Executiva da Plataforma Mercosul Solidário, Ana Patrícia Sampaio. 

Para a vereadora Jô Oliveira essa atividade será um momento importante para subsidiar ações legislativas que contribuam com o desenvolvimento do município.

“Ontem demos início a I Semana Celso Furtado, com uma sessão especial. Foi um momento de debate muito positivo, com participações importantes que dialogam com a obra e as contribuições deixadas por esse importante intelectual e economista paraibano. A atividade de hoje será mais uma oportunidade de debater com pessoas que ocupam espaços importantes de nosso município, sobre estratégias para o desenvolvimento com foco na sustentabilidade e na inovação”, destacou a vereadora.

A atividade integra a programação da I Semana de Desenvolvimento Celso Furtado, promovida pelo mandato da vereadora Jô Oliveira, e que acontece até o dia 01 de outubro. As ações do evento podem ser acompanhadas pelo Youtube e demais redes sociais da vereadora, onde a população em geral poderá participar e contribuir com esses debates. Mais informações sobre o evento também podem ser obtidas pelo site www.jooliveira.com.br. 

*Celso Furtado* – natural de Pombal/PB, trabalhou na Fundação Getúlio Vargas (FGV), fez parte da Comissão Econômica para a América Latina (CEPAL), sendo nomeado Diretor de Desenvolvimento, e participou do convênio entre o CEPAL e o BNDE, cujo Grupo Misto elaborou um trabalho que serviria de base para o Plano de Metas, estabelecido pelo governo de Juscelino Kubitschek. 

Foi nomeado, em 1960, superintendente da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE), órgão criado no Governo de Juscelino Kubitschek, e que teve suas bases durante o I Encontro dos Bispos do Nordeste em 1956, que aconteceu em Campina Grande. Na ocasião foi instalado o Grupo de Trabalho pelo Desenvolvimento do Nordeste - GTDN que em 1959 originou a criação da SUDENE.

Em 1962, Celso Furtado assumiu o Ministério do Planejamento, no governo de João Gulart. Com o golpe de 1964, é exilado e perde os direitos políticos por dez anos. Depois da anistia, em 1986, foi nomeado Ministro da Cultura no governo Sarney, criando a primeira legislação de incentivo à cultura. Em 1999, seu livro "O Capitalismo Global" ganhou o Prêmio Jabuti, na Categoria Ensaio.

Criador de uma obra inovadora com uma leitura contemporânea das contradições do capitalismo, o economista foi o único brasileiro indicado ao Prêmio Nobel de Economia, em 2013. Com uma bibliografia de mais de 30 livros, Celso Furtado investigou a mecânica do subdesenvolvimento do país. Faleceu em 2004, mas seu legado permanece até hoje, e sua produção, ideias e trajetória continuam vivas e relevantes para compreensão da sociedade brasileira. 

Fonte: Assessoria

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias