Rede Primeiro Minuto
Quarta, 20 de Outubro de 2021
23°

Muitas nuvens

Campina Grande - PB

Política SERTÃO

Câmara de São José de Piranhas aprova projeto de indicação da vereadora Silmara Bandeira que dispõe sobre a Política Municipal de Combate à Pobreza Menstrual

O projeto consiste na criação de ações de conscientização e combate à pobreza menstrual com enfoque nas estudantes e pessoas em vulnerabilidade social, visando à prevenção da evasão escolar, acesso a informação e a prevenção de riscos de doenças.

08/10/2021 às 09h05 Atualizada em 10/10/2021 às 12h34
Por: Da Redação
Compartilhe:
Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

A Câmara Municipal de São José de Piranhas, no Sertão paraibano, aprovou, nesta quinta-feira (07), o Projeto de Indicação 040/2021 da vereadora Silmara Bandeira (Cidadania), que dispõe sobre a Política Municipal de Combate à Pobreza Menstrual. O projeto consiste na criação de ações de conscientização e combate à pobreza menstrual com enfoque nas estudantes e pessoas em vulnerabilidade social, visando à prevenção da evasão escolar, acesso a informação e a prevenção de riscos de doenças. 

O projeto tem como objetivo garantir cuidados básicos decorrentes da menstruarão em pessoas em situação de vulnerabilidade social para que estas tenham acesso gratuito a absorventes higiênicos gratuitos nas escolas públicas, unidades de saúde, e nas unidades de abrigo e acolhimento.

A vereadora Silmara Bandeira falou da importância do projeto para as mulheres do município.

“Apresentei na Câmara Municipal de São José de Piranhas um projeto de indicação que dispõe sobre a política municipal de combate à pobreza menstrual, tendo em vista que a mesmo tem como objetivo reduzir a evasão escolar, conscientizar as jovens e prevenir algumas doenças. Como professora e profissional da saúde, vejo que o veto a um projeto dessa natureza é falta de humanidade, de olhar ao próximo e falta de amor. Distribuir absorventes e produtos de higiene pessoal para as pessoas em situação de vulnerabilidade social nada mais é do que assegurar um dos fatores que também faz parte da desigualdade social do nosso país, onde hoje sabemos que mais de 713 mil jovens ainda vivem sem acesso a chuveiros e banheiros em suas residências”, disse.

Agora, a parlamentar aguarda o envio do Projeto de Lei à Câmara Municipal por parte do Poder Executivo para ser votado e transformado em Lei Municipal.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias