Rede Primeiro Minuto
Segunda, 29 de Novembro de 2021
27°

Alguma nebulosidade

Campina Grande - PB

Paraíba 14 POLOS

Bruno lança edição do Natal Iluminado 2021 de Campina Grande

A edição deste ano, além das luzes e cores tradicionais dos festejos natalinos, também vai proporcionar, já a partir de novembro, muita arte e cultura para os campinenses e turistas.

29/10/2021 às 18h39 Atualizada em 30/10/2021 às 22h03
Por: Da Redação
Compartilhe:
Foto: Codecom/CG
Foto: Codecom/CG

O prefeito Bruno Cunha Lima lançou, na manhã desta sexta-feira, 29, no Teatro Municipal Severino Cabral, o Natal Iluminado 2021. Durante o lançamento, foram apresentados os 14 polos culturais e a formatação do projeto turístico, desenvolvido pelas Secretarias de Cultura (Secult) e de Desenvolvimento Econômico (Sede). A edição deste ano, além das luzes e cores tradicionais dos festejos natalinos, também vai proporcionar, já a partir de novembro, muita arte e cultura para os campinenses e turistas.

O lançamento desta edição, que aconteceu com a presença de convidados e da imprensa local, contou com atrações culturais, a exemplo do Balé Cidade de Campina Grande (bailarinos Marley Lucena e Jéssica Oliveira), Big Band de Campina Grande, assim como apresentações musicais de Augusto de Arruda e Cris Lima, além do pianista Heitor Braga (de apenas quatro anos). A solenidade de lançamento também foi prestigiada pelo vice-prefeito Lucas Ribeiro, deputado estadual Tovar Correia Lima, vereadores, secretários e auxiliares do prefeito Bruno Cunha Lima.

Segundo o prefeito Bruno Cunha Lima, a gestão tem feito um grande esforço para que o Natal Iluminado se consolide ainda mais como uma agenda turística para Campina Grande, elevando o fluxo turístico na cidade durante o período natalino.

“Queremos, inclusive, contar com o apoio do Ministério do Turismo, para tornar o Natal Iluminado uma referência turística regional. Temos este potencial e vamos buscar a concretização deste objetivo”, disse o prefeito.

A edição 2021 do Natal Iluminado acontecerá com 14 polos culturais, que revestirão Campina Grande de espetáculos diversificados.

Serão sete polos fixos e sete polos itinerantes, que receberão orquestras, corais, cantatas natalinas, pastoris, espetáculos de dança, quintetos musicais, fanfarras, encenações, caravanas natalinas, artistas de teatro mambembe, artistas circenses, apresentações solos, duos e trios que juntos promoverão grandes shows natalinos.
Toda a programação cultural acontecerá nos polos localizados nos seguintes pontos: Monumento “Os Pioneiros da Borborema” (no Açude Velho), Museu Digital do Sesi, Museu de Arte Popular da Paraíba, Teatro Municipal Severino Cabral, Vila do Artesão, Sede da STTP, Praça da Bandeira, Distrito de Galante, Feira Central, Distrito de São José da Mata, Gabinete do Prefeito, Distrito de Catolé de Boa Vista e Complexo Habitacional Aluízio Campos.

Na visão do vice-prefeito, Lucas Ribeiro, a gestão municipal vai realizar um grande evento, tendo o apoio e a parceria de instituições privadas, numa ação que marca o retorno seguro das grandes programações em Campina Grande. “Tudo isso é fruto de uma gestão responsável e que sabe celebrar a vida, num evento voltado às famílias”, afirmou.

A secretário Rosália Lucas (Sede) destacou que a versão deste ano representa a retomada de atrativos que não foram possíveis em 2020, em decorrência da pandemia, destacando que a programação será abrangente e descentralizada, acontecendo no Centro, bairros e distritos da cidade. Ela informou que a programação começa no dia 5 de novembro, com o acendimento da iluminação instalada na sede da STTP. Já o acendimento da árvore, símbolo maior do Natal Iluminado de Campina Grande, acontecerá no dia 4 de dezembro, em ato às margens do Açude Velho.

Por sua vez, a secretária de Cultura, Gisele Sampaio, explicou que cada polo natalino em vai destacar uma identidade cultural representando os folguedos natalinos. “A meta, conforme orientação do prefeito Bruno Cunha Lima, é celebrar a data magna da Cristandade com todas as referências culturais inerentes e típicas da nossa região, a exemplo dos tradicionais pastoris e de muitas outras iniciativas de resgate cultural, como forma de celebração à vida após um período tão difícil por conta da pandemia”, frisou Giseli. O evento também valoriza e prestigia os artistas locais.

Fonte: Codecom

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias