Rede Primeiro Minuto
Quinta, 27 de Janeiro de 2022
22°

Nuvens esparsas

Campina Grande - PB

Política CAMPINA GRANDE

Bruno assina decreto que autoriza pagamento do 14º salário da Educação e liberação já deve acontecer nesta terça-feira

O decreto garante que o pagamento será efetuado até o fim deste ano e tem como base a remuneração recebida pelos servidores no mês de dezembro, sem considerar abonos de permanência e gratificações de eventos.

28/12/2021 às 10h32 Atualizada em 28/12/2021 às 19h35
Por: Da Redação
Compartilhe:
Foto: Codecom
Foto: Codecom

O prefeito Bruno Cunha Lima assinou nesta segunda-feira, 27, o decreto que autoriza o pagamento do 14º salário para os servidores da Educação do Município. O pagamento já havia sido anunciado neste mês, pelo prefeito, que tomou a iniciativa por considerá-la um grande ato de justiça aos profissionais que se dedicam à formação educacional das crianças e adolescentes de Campina Grande.

O decreto garante que o pagamento será efetuado até o fim deste ano e tem como base a remuneração recebida pelos servidores no mês de dezembro, sem considerar abonos de permanência e gratificações de eventos. Contudo, o depósito nas contas dos servidores contemplados já deverá acontecer nesta terça-feira, 28.

“É mais um gesto que comprova nossa mais absoluta prioridade para o setor educacional”, destacou Bruno. A medida inédita representa uma injeção extra de R$ 14 milhões, na economia do município. A medida adotada por Bruno, segundo o secretário de Educação, Raymundo Asfora Neto, tem amparo na Lei Complementar Municipal 072/13, em seu artigo 2º, que confere ao prefeito a prerrogativa de definir os critérios para a concessão do benefício.

Para o secretário, Bruno foi generoso e justo, ao estabelecer que todos os servidores da Educação são merecedores do 14º Salário, neste excepcional ano de tantos desafios superados. Em sua visão, a educação é construída, essencialmente, por pessoas e a valorização destas é fundamental.

Fonte: Codecom

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias