Rede Primeiro Minuto
Quinta, 26 de Maio de 2022
22°

Chuva fraca

Campina Grande - PB

Paraíba SAÚDE

Municípios paraibanos recebem 120 mil doses de vacinas e 130 mil testes rápidos contra Covid-19

Os insumos serão entregues nas gerencias regionais de saúde e estarão disponíveis para que os municípios façam as retiradas no quantitativo indicado em nota técnica.

24/01/2022 às 09h51 Atualizada em 26/01/2022 às 12h13
Por: Da Redação
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Nesta segunda-feira (24), a Secretaria de Estado da Saúde (SES) distribui 120.798 doses de vacina e 130.420 testes rápidos de antígeno para triagem e diagnóstico da Covid-19. Os insumos serão entregues nas gerencias regionais de saúde e estarão disponíveis para que os municípios façam as retiradas no quantitativo indicado em nota técnica.

Das doses de vacina, 113.918 são da Pfizer/Comirnaty; 6.875 da Butantan/Sinovac e cinco da Fiocruz/Astrazeneca e são destinadas para a ampliação da cobertura da vacinação na população acima de 12 anos.

O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, destacou que, após a entrega por parte do Estado, cabe ao gestor municipal fazer o abastecimento dos serviços assistenciais do seu território e manter as ações de vigilância para conter o avanço da Covid-19. “Recentemente, tivemos um significativo aumento de casos, que reforça a importância de manter os cuidados individuais e coletivos”, pontuou.

Com o aumento de casos, acende o alerta também para o crescimento na ocupação de leitos. Para prestar atendimento médico à população, a SES ainda disponibiliza o Alô Saúde, um serviço de teleatendimento, disponível de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. O interessado deve ligar para o número (83) 3211-9844 e será atendido por médicos que tirarão todas as dúvidas e darão as orientações sobre as condutas necessárias. O serviço poderá ser acessado de qualquer localidade.

O objetivo da estratégia ‘Alô Saúde’ é tirar dúvidas relacionadas às doenças que apresentem sintomas gripais e evitar que a população se dirija aos serviços de referência em busca dessas orientações. Assim, os usuários poderão ter as informações necessárias em casa e a procura por atendimento médico presencial será indicada apenas para os casos de maior risco ou mais graves, evitando as longas filas de espera e aglomerações nos serviços de saúde.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias