Rede Primeiro Minuto
Anuncie Conosco Topo
Saúde

Governo da Paraíba inicia planejamento para retomada das cirurgias eletivas

O cadastro destes pacientes é realizado pelos gestores municipais por meio de uma plataforma específica.

10/02/2021 15h00Atualizado há 3 semanas
Por: Da Redação
Fonte: Secom-PB
150
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Secretaria de Estado da Saúde - SES - estará recebendo até a segunda-feira, 15, os formulários com o quantitativo de cirurgias eletivas em espera nos municípios paraibanos. O levantamento anual auxilia no planejamento deste tipo de cirurgias e auxilia também na elaboração do cronograma do programa Opera Paraíba deste ano, que tem como finalidade diminuir a fila de espera por cirurgias no estado.

O cadastro destes pacientes é realizado pelos gestores municipais por meio de uma plataforma específica, por onde os municípios informam os dados do tipo de procedimento a ser realizado. De acordo com a gerente executiva de Regulação e Avaliação da Assistência da SES, Carolina Lucena, esta quantificação é essencial, principalmente neste momento de pandemia da Covid-19.

“É essencial que os municípios enviem o formulário de Procedimentos Cirúrgicos Eletivos preenchido dentro do prazo para que possamos delinear o planejamento e fazer os encaminhamentos dentro dos protocolos sanitários”, reforça a gerente. 

Os formulários também serão utilizados para dar seguimento ao programa Opera Paraíba, que visa atender aos pacientes que esperam na lista de cirurgias, contemplando 36 tipos de procedimentos nas especialidades de ortopedia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ginecologia, proctologia e cirurgia geral. Em 2020, mesmo com a pandemia do novo coronavírus, o programa realizou 6.468 cirurgias, sendo 2.904 de catarata.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias