Rede Primeiro Minuto
Domingo, 19 de Setembro de 2021
21°

Poucas nuvens

Campina Grande - PB

Esportes Futebol

Por Ivo Marques: Futebol de Base Parado

Na Paraíba, a FPF não realiza uma competição oficial de futebol de base há mais de um ano.

12/02/2021 às 11h31 Atualizada em 16/02/2021 às 11h53
Por: Da Redação Fonte: Blog do Ivo Marques
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O futebol de base na Paraíba está agonizando. Alguns clubes estão fechando e outros tendo que se deslocar para estados vizinhos para participar de competições. Na Paraíba, a FPF não realiza uma competição oficial de futebol de base há mais de um ano. Os dirigentes de clubes amadores estão muito insatisfeitos e querem que as competições voltem neste ano, porque a Paraíba está ficando para trás em relação aos outros estados.

“Agora mesmo (ontem) estou aqui no campo do Náutico em Recife, assistindo uma partida do Campeonato Pernambucano de Futebol Sub 15. Aqui não existe a desculpa da pandemia de Coronavírus para não realizar as competições. A gente está ficando para trás e se vê obrigado a participar de torneios em outros estados. A Federação Paraibana de Futebol devia chamar os clubes e realizar, pelo menos, uns festivais ou copas para colocar nossa garotada em atividade. Mas, o que acontece é que não há planejamento algum para as categorias de base”, disse o presidente do Meninos de Cristo, de Mangabeira, Clerson do Carmo.

O presidente do Força Comunitária, Ednaldo Barbosa, foi ainda mais longe e denunciou que a atual administração da FPF não tem nenhum interesse no desenvolvimento do futebol de base.

“No primeiro ano desta administração atual, nós não tivemos competições. No segundo ano, os clubes mesmo resolveram se reunir e realizar uma competição sub 17. Houve até ameaças de punição aos clubes participantes. A pandemia serviu de desculpas para não realizar nenhuma competição no ano passado, e para esse ano, ninguém falou nada até agora. Nunca o futebol amador foi tão maltratado. Em outras administrações, os clubes ganhavam o apoio da FPF, com doações de material esportivo, isenção de taxas de arbitragem etc. Agora, tudo é pago pelos próprios clubes, como taxas de arbitragem, registro de jogadores, anuidade e até exames médicos, quando nós sabemos que a federação tem recursos para pagar. A gente está muito desmotivado. Tenho 25 anos dentro do futebol de base e nunca vi uma coisa dessa”, desabafou o conhecido Barba.

Mais notícias no Instagram @blogdoivomarques

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Rede Primeiro Minuto.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias