Rede Primeiro Minuto
Anuncie Conosco Topo
CONTESTAÇÃO

Anderson Almeida pede auditoria de terrenos doados pela PMCG

Líder da oposição diz que vai fiscalizar inclusive terreno em que ele votou a favor da doação.

18/02/2021 16h39Atualizado há 1 semana
Por: Da Redação
Fonte: Se Liga PB
85
Foto: Renato Araújo
Foto: Renato Araújo

O líder da oposição na Câmara Municipal de Campina Grande, vereador Anderson Almeida (Pila), do Podemos, afirmou que vai pedir uma auditoria nos terrenos doados pela Prefeitura Municipal.

Em entrevista ao programa à rádio Caturité FM, nesta quinta-feira, 19, Anderson criticou duramente as últimas doações feitas à grandes empresas na Rainha da Borborema, e classificou Campina Grande como “a terra da doação”.

“Doasse a quem tem muito, e não dá nada a quem não tem nada. Enquanto a população vive a mercê, muitas vezes, de construção de canal, saúde pública e educação; a elite de Campina Grande ganha como prêmio os terrenos doados pela prefeitura”, disse o vereador.

O líder da oposição na Câmara Municipal de Campina Grande, vereador Anderson Almeida (Pila), do Podemos, afirmou que vai pedir uma auditoria nos terrenos doados pela Prefeitura Municipal.

Em entrevista ao programa à rádio Caturité FM, nesta quinta-feira, 19, Anderson criticou duramente as últimas doações feitas à grandes empresas na Rainha da Borborema, e classificou Campina Grande como “a terra da doação”.

“Doasse a quem tem muito, e não dá nada a quem não tem nada. Enquanto a população vive a mercê, muitas vezes, de construção de canal, saúde pública e educação; a elite de Campina Grande ganha como prêmio os terrenos doados pela prefeitura”, disse o vereador.

Anderson relembrou a promessa de doação de um terreno para a construção de uma fábrica de aviões na Rainha da Borborema, e diz que até hoje nenhuma aeronave foi fabricada na cidade. O vereador diz que, recentemente, votou favorável a doação de um terreno no Aluísio Campos, para uma montadora de automóveis. “Mas eu irei fiscalizar. Se não atingir o objetivo social, que temos junto à Justiça e ao Ministério Público, que devolva o terreno”, sublinhou.

“Nós vamos fazer esse levantamento, porque aquelas doações que foram recebidas e não atingiram sua função social, nós vamos ir à Justiça para o terreno ser devolvido”, anunciou o vereador.

Reposta

Durante o programa, um ouvinte chegou a dizer que o vereador não estava pensando nos pais e mães de família que precisam de emprego, ao tentar questionar a doação dos terrenos. Anderson rebateu a indagação do ouvinte, e disse respeitar qualquer posição contrária, mas que a função de um vereador é fiscalizar.

“Quando a prefeitura ou estado doa terreno para uma empresa, ela tem que cumprir o seu papel social, que é dar emprego a quem precisa. […] Se essa empresa pegou esse terreno, usou como patrimônio próprio, ou para outro fim, ela tem que devolver”, disse.

“Aquelas empresas menores de Campina Grande não recebem doação. Enquanto a prefeitura de Campina Grande doa as grandes empresas de fora terreno, quer tira o ganha pão de quem tem barracas nos canteiros da cidade”, denunciou o vereador.

Pila, como é mais conhecido, denunciou que a PMCG está querendo retirar barracas e fiteiros da Rua Francisco Lopes de Almeida, no Sandra Cavalcante, caminho para o Detran-PB, através de uma medida judicial. “Estão querendo tira pais de família que estão há mais de 20 anos nos fiteiros, do caminho do Detran. São pessoas que trabalham, muitas vezes dão de dois a três empregos, e dali vivem honrosamente e dignamente. Enquanto isso, cede hectares e mais hectares de terrenos à empresas de fora”, comparou ou vereador em sua entrevista.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias