Rede Primeiro Minuto
Sexta, 27 de Maio de 2022
22°

Muitas nuvens

Campina Grande - PB

Paraíba PARAÍBA

Bruno garante que Distritos de Campina Grande não serão prejudicados com a falta de ônibus e deverá firmar contrato emergencial para garantir o serviço

O prefeito também anunciou que a ideia do governo municipal é atender, principalmente, os chamados horários de pico, facilitando a vida de quem precisa ir trabalhar.

11/05/2022 às 20h00 Atualizada em 12/05/2022 às 20h56
Por: Da Redação
Compartilhe:
Foto: Codecom
Foto: Codecom

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, informou nesta quarta-feira, 11, durante entrevista coletiva, que deverá firmar um contrato emergencial para garantir a volta da circulação de ônibus na zona rural, atendendo comunidades como as de Galante e São José da Mata.

As populações estão prejudicadas porque as empresas permissionárias suspenderam, injustificadamente, o atendimento aos distritos e outras localidades rurais, a exemplo de Salgadinho e Estreito.

O prefeito informou, que já foi realizada uma notificação à Justiça informando o descumprimento do contrato e da própria decisão judicial, que restabeleceu o serviço para os distritos. Trata-se, conforme avaliou, uma atitude de desrespeito aos usuários e à própria Justiça.

“Fizemos as cotações das empresas para um contrato emergencial. Como não foi retomado até hoje, a partir de amanhã (quinta-feira) devemos ter ônibus de um contrato emergencial para atender aos distritos e demais localidades”, avisou o prefeito.

O prefeito também anunciou que a ideia do governo municipal é atender, principalmente, os chamados horários de pico, facilitando a vida de quem precisa ir trabalhar.

Por sua vez, as empresas enviaram um ofício solicitando uma nova reunião com a prefeitura para discutir o tema. Porém, o prefeito condicionou o encontro ao retorno dos serviços.

Fonte: Codecom

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias