Botafogo-PB bate o Campinense mais uma vez e conquista o tricampeonato Paraibano


Em 21/04/2019

 



Foto: Edônio Alves / Voz da TorcidaO Campeonato Paraibano de 2019 tem seu campeão definido. Com uma vitória por 2 a 0, os gols marcados por Clayton logo no início da partida, e outro por Paulo Renê, no último lance do jogo, deram o tricampeonato estadual ao Botafogo-PB, que bateu o Campinense na decisão.

 

Depois de uma manhã e início da tarde de muita chuva em João Pessoa, o gramado do estádio Almeidão estava pesado e com muitas poças de água, o que deixou a partida bastante truncada.

 

Mesmo precisando vencer por dois gols de diferença para ficar com a taça, a Raposa foi dominada durante todo primeiro tempo. Na segunda etapa, foi para o abafa com quatro atacantes, mas a diferença técnica foi predominante e o time de Campina Grande não conseguiu reagir.

 

Logo no início do jogo, o Botafogo-PB saiu em contra-ataque veloz, apesar do campo pesado, e Rogério achou Nando, que deu um belíssimo passe para Clayton, que teve calma e tranquilidade para esperar a saída de Wagner Coradin para tocar no canto esquerdo e abrir o placar da final e assumir a artilharia do estadual, com 7 gols.

 

O Campinense apostava nas bolas aereas para tentar atacar, e depois de cruzamento da esquerda, Gabriel ficou com a sobra na meia lua e chutou de pé direito, mas Saulo fez a defesa sem dificuldades.

 

Mesmo com a vantagem, só dava Belo no campo de ataque, e aos 26 minutos, após bate-rebate, Clayton chutou colocado da entrada da área e Wagner Coradin fez boa defesa para mandar para escanteio.

 

Em mais uma chegada botafoguense, Israel avançou pela direita e cruzou da linha de fundo, a defesa afastou mal e a bola sobrou para Rogério, que estava livre na marca do pênalti, mas acabou batendo de tornozelo e mandou pela linha de fundo.

 

Antes do fim do primeiro tempo, mais uma chance para o Botafogo-PB. Fábio Alves cobrou falta aos 44 minutos na área, a defesa afastou parcialmente e, na sobra, Nando bateu de primeira e assustou a meta rubro-negra, masa bola foi a esquerda do poste.

 

Segundo tempo

 

Logo no primeiro ataque, antes dos 30 segundos, o Campinense avançou em velocidade e Afonso Júnior passou para Denis, que saiu cara a cara com Saulo, mas o arqueiro botafoguense bloqueou o chute e evitou o empate.

 

Aos 17, mais uma chegada da Raposa. Gustavo avançou pela direita e lançou Lopeu, que invadiu a área e bateu cruzado, de direita, mas o camisa 1 do Belo defendeu em dois tempos.

 

Com mais posse de bola, o rubro-negro dava algumas estocadas e obrigava Saulo a trabalhar. Aos 26, após cobrança de lateral na área, Denis desviou de cabeça e o goleiro mandou para escanteio. Na cobrança, Jean subiu livre e testou no canto esquerdo rasteiro, mas o arqueiro do Belo fez um milagre, defendeu no reflexo, e mandou para a linha de fundo mais uma vez.

 

Em lance de contra-ataque, o Botafogo-PB quase mata o jogo. Dico avançou pela esquerda e encontrou Marcos Aurélio, que dominou e bateu de pé esquerdo. Wagner Coradin fez a defesa, e o camisa 11 do Belo pegou a sobra para cruzar, e Nando dividiu de cabeça, mas a zaga afastou.

 

Ao 45, quase mais um do Belo. Paulo Renê recebeu na entrada da área e bateu colocado de esquerda, mas a bola passou raspando a trave direita de Wagner Coradin.

 

Antes do apito final, o último prego no caixão raposeiro. Dico puxou contra-ataque pela esquerda, e em um lance de quatro contra um, passou para o meio, encontrando Paulo Renê, que da entrada da área encheu o pé esquerdo, estufou a rede rubro-negra e marcou o segundo do jogo.

 

Com o placar agregado de 4 a 1 na decisão, o Belo fica com seu 30º título paraibano em sua história, e volta a conquistar um tricampeonato depois de 49 anos.

 

Ficha técnica

 

Botafogo-PB 2 x 0 Campinense

Campeonato Paraibano de 2019 (2º jogo das finais)
Estádio: Almeidão

 

Arbitragem: Wagner Reway (FIFA); Schumarcher Marques e Paulo Ricardo

 

Cartões amarelos: Fábio Alves, Rogério, Marcos Aurélio (B); Vitor Maranhão, Richardson, James, Denis, Cleber, Lopeu (C)


Gols: Clayton, Paulo Renê (B)

 

Botafogo-PB: Saulo, Israel, Lula, Donato, Fábio Alves; Rogério, Wellington, Marcos Vinicius (Dico), Clayton (Paulo Renê), Marcos Aurélio; Nando (Adalgiso Pitbull). Técnico: Evaristo Piza.

 

Campinense: Wagner Coradin, Jean, Richardson, Jerferson (Neilson); Gustavo, Cleber, Vitor Maranhão (Afonso Júnior), Gabriel (Romeu), James; Denis e Lopeu. Técnico: Francisco Diá.

 

FONTE: VOZ DA TORCIDA



Rede Primeiro Minuto
©2019 - Todos os direitos reservados