A primeira boa chegada do jogo foi da equipe sergipana. Aos 9 minutos, após Fábio Alves cometer falta em Marcelinho na direita, perto da quina da grande área, Altemar bateu de pé esquerdo, cruzado, direto para o gol, obrigando Saulo a defender de qualquer maneira, espalmando para o meio da área, e logo depois a defesa afastou o perigo.

 

Dois minutos depois, a resposta botafoguense veio em dose dupla. Primeiro com Marcos Aurélio cobrando escanteio da esquerda e fazendo Genivaldo se esticar todo para evitar o gol olímpico. Na sequência, após novo escanteio, desta vez da direita, a bola sobrou na entrada da área para Clayton, que encheu o pé esquerdo e o camisa 1 foi buscar a bola que ia entrar no seu canto esquerdo.

 

O jogo ficou morno e Rogério, aos 28 minutos, tratou de esquentar. O camisa 5 recebeu na intermediária e bateu forte de pé direito, mas Genivaldo foi buscar no seu canto esquerdo.

 

Em uma boa trama, o Confiança por muito pouco não marcou. Aos 34, Rafael Villa tabelou com Everton, invadiu a área e, cara a cara com Saulo, tocou de biquinho, mas a bola saiu pelo lado esquerdo da meta.

 

No minuto seguinte, Clayton, que vinha fazendo um bom jogo, recebeu na meia direita, fez o facão puxando para o meio e bateu de longe, de pé esquerdo, no canto direito rasteiro do arqueiro sergipano, que fez boa defesa.

 

Jogando melhor, o Botafogo-PB teve um pênalti marcado ao seu favor. Neilson cobrou lateral da direita dentro da área, a zaga desviou e a bola sobrou para Clayton, na esquerda. O camisa 7 fez o giro e foi derrubado pela defesa. Aos 41 minutos, o zagueiro Fred foi para a cobrança, mandou no canto direito de Genivaldo, que pulou para o outro lado, e abriu o placar.

 

Em busca da reação imediada, o Proletário avançou pela direita e Renan Gorne invadiu a área e chutou cruzado, de perna direita. Saulo, no reflexo, mandou para escanteio.

 

Segundo tempo

 

O jogo era muito amarrado na volta do intervalo, com as duas equipes muito afobadas e errando passes, mas o treinador Everisto Piza decidiu jogar e teve influência direta no segundo gol do Belo.

 

Kelvin entrou no lugar de Dico aos 22 minutos, e aos 23, ele recebeu de Nando, que fez boa jogada pela direita, dominou perto da marca do pênalti, e bateu firme, de pé esquerdo, no ângulo esquerdo de Genivaldo para fazer a festa da torcida no Almeidão.

 

Por pouco o Confiança não diminuiu aos 27. Altemar cruzou da esquerda para uma bela cabeçada de Renan Gorne, mas Saulo foi buscar a bola que iria no seu canto esquerdo, fazendo uma grande defesa.

 

Com a vitória, o Botafogo-PB chegou aos 21 pontos e segue na sexta colocação, mas com três pontos a menos que o Confiança-SE, terceiro colocado, e dois do Ferroviário-CE, que joga amanhã contra o ABC-RN. No próximo sábado (10), o Belo visita o Globo-RN, em Ceará-Mirim. O clube proletário, por sua vez, recebe o Santa Cruz, no domingo (11).

 

Ficha técnica

 

Botafogo-PB 2 x 0 Confiança

 

Campeonato Brasileiro da Série C  de 2019
15ª rodada – Grupo A
Estádio: Almeidão (João Pessoa)

 

Arbitragem: Douglas Schwengber da Silva; Leirson Peng Martins e André da Silva Bittencourt. Todos do Rio Grande do Sul.

 

Cartões amarelos: Neilson, Donato, Fábio Alves, Elvinho (B); Altemar, Vinicius Simon (C)
Gols: Fred, Kelvin (B)

 

Botafogo-PB: Saulo, Neilson, Fred, Donato, Fábio Alves; Rogério, Juninho, Clayton (Marcos Vinicius), Marcos Aurélio (Elvinho); Dico (Kelvin) e Nando. Técnico: Evaristo Piza.

 

Confiança-SE: Genivaldo, Thiago Ennes, Vinicius Simon, Anderson, Altemar; Amaral, Rafael Villa (Felipe Lima), Ítalo (Elvinho); Everton, Marcelinho (Léo Tilica) e Renan Gorne. Técnico: Daniel Paulista.

 

FONTE: VOZ DA TORCIDA