Clubes argentinos receberam mais do que brasileiros da Conmebol em 2018; veja o ranking


Em 11/04/2019

 



Foto: Laurence Griffiths / Getty ImagesA temporada de 2018 escancarou uma rivalidade entre clubes brasileiros e argentinos junto a Conmebol, Confederação Sul-Americana de Futebol, por causa dos acontecimentos envolvendo a disputa da Copa Libertadores – Santos, Cruzeiro e Grêmio foram as equipes que mais reclamaram da entidade por polêmicas envolvendo, justamente, Independiente, Boca Juniors e River Plate, todas equipes argentinas, sendo as duas últimas as que fizeram a final da competição. E se em campo os argentinos já levaram a melhor sobre os brasileiros, fora das quatro linhas também.

 

Segundo dados divulgados pelo blog do Marcel Rizzo, no UOL Esporte, dos 148,6 milhões de dólares (cerca de R$ 567,7 milhões) que a Conmebol distribuiu aos clubes das confederações filiadas por participações em suas competições, as equipes argentinas faturaram 38,97 milhões de dólares (R$ 148,8 milhões), enquanto os brasileiros ficaram 34,97 milhões de dólares (R$ 133,60 milhões).

 

Essa foi a primeira vez que os argentinos superaram os brasileiros desde 2015 quando, inclusive, o River Plate também foi campeão da Libertadores. Vale lembrar que na temporada passada o Athletico Paranaense venceu a Copa Sul-Americana e o Grêmio faturou a Recopa.

 

Os times colombianos aparecem na sequência, porém bem atrás de brasileiros e argentinos, com ganhos de 16,9 milhões de dólares.

 

Veja quanto a Conmebol pagou por país em 2018:

 

Argentinos: 38,97 milhões de dólares
Brasileiros: 34,97
Colombianos: 16,9
Uruguaios: 11,3
Paraguaios: 9,6
Chilenos: 9,3
Equatorianos: 8,5
Bolivianos: 6,75
Venezuelanos: 6,5
Peruanos: 5,7

 

FONTE: TORCEDORES.COM

 



Rede Primeiro Minuto
©2019 - Todos os direitos reservados