FPF ignora regulamento e indica Femar para eventual nova vaga na Copa São Paulo de Futebol Júnior


Em 03/10/2018

 



A Federação Paraibana de Futebol (FPF), quando ainda estava sob comando do interventor João Bosco Luz, enviou um ofício para a Federação Paulista de Futebol (FPF), pedindo mais uma vaga para a Paraíba na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Até aí tudo bem. O problema é que, na ocasião do pedido, a entidade que gere o futebol estadual indicou o Femar, ignorando o regulamento do Campeonato Paraibano Sub-19, que classifica por índice técnico os times locais para a competição nacional. O time de Sumé caiu nas quartas de final do torneio.

 

De acordo com o documento que dispõe sobre a competição estadual, quaisquer indicações para o maior campeonato de base do país precisam obedecer a classificação geral do Paraibano Sub-19. Como a Federação Paulista de Futebol tinha ofertado até agora apenas duas vagas, o campeão do torneio, o CSP, e o vice, a Queimadense, haviam sido confirmados como os representantes do estado na Copinha. Se surgisse uma terceira vaga para a Paraíba, o terceiro colocado deveria ser indicado, e assim por diante.


Acontece que a indicação do Femar, que sequer avançou para as semifinais, não cumpre o que é estabelecido pelo regulamento específico da competição. Isso porque o indicado pela FPF para uma eventual nova vaga deveria ser o Nacional de Patos ou o Botafogo-PB, que caíram nas semifinais para CSP e Queimadense, respectivamente.


O regulamento do Campeonato Paraibano, no entanto, não tem uma redação clara quanto ao critério de classificação final. O documento não explica o que é levado em consideração em termos técnicos para se definir as posições de quem acaba morrendo no mata-mata. Belo e Canário, por exemplo, somaram 16 pontos contando toda a competição. Mas o time de João Pessoa teve uma vitória mais.


O clube da estrela vermelha também pontuou mais do que a equipe sertaneja na fase semifinal, onde ambos foram eliminados: o Botafogo-PB somou três pontos (uma vitória e uma derrota para a Queimadense), enquanto o Naça somou dois (dois empates diante do CSP).

 

O GloboEsporte.com entrou em contato com o ex-interventor da FPF, João Bosco Luz, que assinou o ofício enviado na última sexta-feira – um dia antes das eleições da entidade – à Federação Paulista de Futebol. Ele revelou que anteriormente também tinha enviado uma solicitação para que o Botafogo-PB também jogasse a Copa São Paulo de Futebol Júnior.


– Dois clubes me pediram para solicitar à Federação Paulista o ingresso na Copa São Paulo de 2019. Nós fizemos a solicitação, mas ainda não obtivemos resposta. Eles podem aceitar ou não. Eu apenas fiz a minha parte. Como teria feito se qualquer clube tivesse pedido. Mas, no caso, Botafogo-PB e Femar me fizeram a solicitação – disse.


A última resolução da Federação Paulista de Futebol sobre o torneio, assinada pelo presidente Ronaldo Carneiros Bastos, dá margem para que qualquer clube que tenha disputado o Paraibano Sub-19 peça para ser indicado. De acordo com o documento, a única exigência para que uma equipe possa representar seu estado – que não São Paulo – é ter jogado o estadual da categoria.

 

O Botafogo-PB confirmou que fez o pedido para a FPF em agosto. Em contato nesta terça-feira com a reportagem, no entanto, Aderson Alves, responsável pelas categorias de base do clube, revelou que o Belo não pretende disputar mais o torneio.


– Nós realmente entramos com o pedido junto à FPF para tentarmos disputar a Copa São Paulo do ano que vem. Mas a Federação Paulista não chegou a responder e já não temos mais essa intenção. Desistimos. Nós estamos vivendo um período eleitoral no clube e além disso vamos disputar a Copa do Nordeste Sub-20 ainda neste ano. Então seriam muitos gastos para nós arcarmos – comentou.


Já o presidente do Nacional de Patos, a outra equipe que caiu apenas nas semifinais – portanto à frente do Femar -, disse não estar sabendo da indicação do Femar. Alisson Nunes defendeu que o Nacional de Patos foi o terceiro colocado geral da competição e que a FPF não pode escolher uma equipe para disputar a competição nacional sem critérios.

 

– Se isso for verdade, nós vamos reivindicar isso porque fizemos uma campanha melhor. Vou me inteirar do assunto para a gente ver qual atitude tomar. É um absurdo. Não pode ser uma escolha ao bel prazer – comentou.

 

O GloboEsporte.com tentou encontrar em contato com a Federação Paulista de Futebol e com o presidente do Femar, Severino Ferreira, mas não obteve êxito. A Copa São Paulo de Futebol Júnior começa no dia 2 de janeiro de 2019 e vai até o dia 25. Até o momento, apenas Queimadense e CSP estão confirmados na competição como representantes da Paraíba.



FONTE: GLOBOESPORTE.COM/PB


Rede Primeiro Minuto
©2016 - Todos os direitos reservados