Messi e Suárez decidem de novo, Barcelona vence Atlético de Madri e encaminha título em LaLiga


Em 06/04/2019

 



Foto: Getty ImagesDiego Costa atrapalhou o Atlético de Madrid, ao ser infantilmente expulso por reclamação. O goleiro Oblak tentou livrar a cara do atacante contra o Barcelona e, em uma tarde quase perfeita, por pouco não garantiu o empate.

 

Até os 40 da segunda etapa, deu certo. Mas aí, apareceram as estrela de Messi e Suárez, assim como contra o Villarreal, na quarta-feira, no empate por 4 a 4.

 

Primeiro, Suárez bateu de fora da área, no cantinho, e abriu o placar, com um golaço. Ele fica agora a um gol de empatar com Diego Forlán, que ainda é o maior artilheiro uruguaio na história do Campeonato Espanhol.

 

Um minuto depois, em um contra-ataque sensacional, Messi arrancou do meio-campo, invadiu a área, ganhou de Godin no pé de ferro e bateu no canto inferior esquerdo, no contrapé, quase com desdém, para assegurar a vitória por 2 a 0.

 

O resultado coloca o Barça 11 pontos à frente do segundo colocado Atlético a sete rodadas do fim de LaLiga. 

 

Os catalães vão a 73. Os madrilenhos ficam com 62 e veem o Real Madrid, que fez 2 a 1 contra o Eibar, se aproximar, com 60.

 

Mesmo antes da expulsão de Costa, o Barcelona já estava melhor. Em cobrança de falta, Messi havia dado a trabalho a Oblak.

 

Aos 27, veio o lance que deu o tom da partida. Arthur deu carrinho perto do círculo central para desarmar Diego, que não gostou.

 

Ato contínuo, Diego Costa foi para cima do árbitro, que esperou pacientemente pelo fim dos xingamentos e mostrou o vermelho direto.

 

Começou então o show de Oblak.

 

Aos 44, ele para Messi, que bate forte no canto. Aos 48, Coutinho aparece para cabecear dentro da pequena área, para defesa dele.

 

O segundo tempo segue parecido, com o Barça pressionando e Oblak brilhando.

 

Aos 11, Messi tenta de fora, e o goleiro encaixa. Seis minutos depois, é a vez de Suárez parar no goleiro.

 

Mas o Barcelona seguia insistindo. Malcom e Messi ainda deram outros chutes com perigo, e nada de esloveno dar brecha.

 

Mas Suárez tirou da cartola uma conclusão de pé direito inapelável. Mesmo de longe, o uruguaio bateu com precisão e muito efeito. Oblak quase chegou à bola, que passou por baixo do seu braço.

 

No ataque seguinte, Messi realizou mais uma obra prima e deu números finais ao jogo.

 

FONTE: ESPN.COM.BR



Rede Primeiro Minuto
©2019 - Todos os direitos reservados