Treze volta a sofrer gol no fim, empata com o Remo e segue sem vencer na Série C


Em 11/09/2020

 



Foto: Divulgação / RemoNo encerramento da quinta rodada do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro, o Treze recebeu o Remo, no estádio Amigão. Mais uma vez, o time paraibano sofreu gols no final e, mesmo com um a menos, ganhava até os 41 minutos da segunda etapa, quando sofreu o gol de empate, que deixou o placar em 2 a 2, e deixou a equipe ainda sem vencer na competição.

 

Sem seus dois principais jogadores, os laterais Léo Pereira e Gilmar, Moacir Júnior promoveu em seus lugares Gustavo e o improvisado Resende. Além disso, Marcos Vinícius fez sua estreia assumindo a armação no meio-campo e Jeferson retornou ao posto de titular no gol galista.

 

Se os desfalques deixavam a situação mais difícil para o alvinegro, quando a bola rolou tudo ficou pior. Isto porque logo aos 5 minutos, Marlon cruzou da esquerda e Marlon bateu de pé direito. Jeferson ainda tocou na bola, mas ela entrou mansamente no gol para abrir o placar no Amigão.

 

A primeira investida trezeana veio aos 17 minutos, quando Vinícius Barba, da meia direita, bateu de canhota e deu trabalho para Vinícius fazer a defesa.

 

Aos 29, Douglas Lima tentou decidir em jogada individual pela direita, passou pelo lateral-esquerdo Marlon e bateu de canhota, mas o goleiro do Remo mandou para escanteio.

Sem gostar da atuação de Rezende na lateral-esquerda, Moacir Júnior mexeu aos 36 minutos, quando o sacou da equipe para colocar o zagueiro Alisson Cassiano. Com isso, Nilson Júnior passou a fazer as vezes no lado do campo.

 

Segundo tempo

 

Com uma primeira etapa apagada, Marcos Vinícius não voltou do intervalo e deu lugar para Alexandre Santana no time de Moacir Júnior, que depois colocou Frontini e Caxito nas vagas de Edson Carioca e Bruno Mota, no Treze.

 

Mas foi preciso uma bola parada para o Galo marcar. E com grande colaboração da defesa do Remo.

 

Logo aos 11 minutos, após cobrança de falta de Gustavo na área, o zagueiro Rafael Jensen, ex-Campinense, cabeceou contra o próprio patrimônio, encobriu Vinícius e deixou tudo igual para no placar.

 

Dez minutos mais tarde, quase o Remo faz o segundo. Tcharlles soltou a bomba da intermediária e a bola explodiu na trave esquerda de Jeferson.

 

No minuto seguinte, o Treze teve mais uma expulsão na Série C. Robson, que atuava improvisado na lateral-direita após a saída de Gustavo, fez falta dura para parar um contra-ataque, recebeu o segundo amarelo e foi para a rua mais cedo.

 

Mas quando tudo parecia caminhar para mais um jogo sem vencer, aos 27, Caxito cruzou da direita, a bola bateu nos dois pés de Frontini e, meio sem querer, o atacante marcou seu primeiro gol com a camisa do Galo, e virou o placar em Campina Grande.

 

Aos 34, em cobrança de falta na área vindo da direita, o Remo assustou Jeferson com a cabeçada de Gilberto Alemão que passou perto do travessão.

 

E a vida do Galo não estava fácil. Assim como diante do Ferroviário, Paysandu e Santa Cruz, mais um gol sofrido no fim. Aos 41, Tcharles cobrou falta do lado esquerdo da grande área por baixo, no canto direito do goleiro Jeferson, que viu sua barreira abrir e a bola passar triscando na trave direita antes de entrar.

 

O empate por 2 a 2 dá o primeiro ponto ao Treze na Série C, mas o Galo segue na lanterna do Grupo A, mas com quatro jogos disputados. Na segunda (14), o Galo enfrenta o Manaus, fora de casa, pela sexta rodada. Já o Remo, que visita o Santa Cruz no domingo (13), fica com 9 pontos, na terceira posição da chave.

 

Ficha técnica

Treze 2 x 2 Remo

Campeonato Brasileiro da Série C 2020
Grupo A – 5ª rodada
Estádio – Amigão (Campina Grande)

 

Arbitragem:Luiz Cláudio Sobral apita o jogo, com auxílio de John Andson Alves e Karla Renata Cavalcanti, todos de Pernambuco.

 

Gols: Rafael Jensen (contra), Frontini (T); Zé Carlos, Tcharlles (R)


Cartões amarelos: Robson, Vinícius Barba, Frontini, Douglas Lima (T); Lucas Siqueira, Tcharlles, Kevem (R)


Cartão vermelho: Robson (T)

 

Treze: Jeferson, Gustavo (Ítalo), Breno Calixto, Nilson Júnior, Rezende (Alisson Cassiano); Robson, Vinícius Barba, Marcos Vinícius (Alexandre Santana); Bruno Mota (Frontini), Douglas Lima e Edson Carioca (Caxito). Técnico: Moacir Júnior.

 

Remo: Vinícius, Everton Castro (Kevem), Rafael Jensen, Gilberto Alemão, Marlon (Ronald); Lucas Siqueira (Wallace), Charles, Carlos Alberto (Júlio Rusch); Ermel (Hélio), Zé Carlos, Tcharlles. Técnico: Mazola Júnior.

 

FONTE: VOZ DA TORCIDA



Rede Primeiro Minuto
©2019 - Todos os direitos reservados