Esta foi a sexta partida do PSG na atual temporada, mas apenas a primeira de Neymar. O brasileiro ainda estava em negociações com o Barcelona e já tinha deixado clara a vontade de deixar o time francês. O brasileiro, inclusive, atrasou sua reapresentação em uma semana. Por conta destas atitudes, a torcida ficou insatisfeita com o atleta.

 

Pressionado, Neymar tentou por diversas vezes mostrar serviço e a primeira grande chance veio aos 31 minutos. O atacante recebeu uma bola na frente e tentou um gol por cobertura, que acabou não dando certo. Logo após o erro, o atleta foi vaiado. Dez minutos depois, Neymar arriscou um bonito chute de fora da área, mas a bola saiu rente à trave.



Durante toda a partida foram exibidas faixas que hostilizavam o brasileiro. Uma delas dizia 'Neymar Pai, venda seu filho na Vila Mimosa' (zona de prostituição do Rio de Janeiro). Outra, estendida no segundo tempo, trazia a frase 'Seu nome na Torre Eiffel, seus milhões em conta, suas noitadas open bar: Bem-vindo ao inferno, Calimero (personagem de desenho conhecido por reclamar muito)'.



Aos 31 do segundo tempo, o atacante levou perigo novamente, driblando Mitrovic e obrigando Sels a fazer boa defesa. Faltando cinco minutos para acabar a partida, Neymar tentou um gol olímpico em cobrança de escanteio, mas a bola explodiu na trave dos visitantes.



Apesar do clima bastante hostil, Neymar foi o principal jogador do PSG na partida, criando várias chances de gol. As tentativas do brasileiro foram recompensadas aos 47 minutos do segundo tempo. Diallo cruzou na área e Neymar emendou meia bicicleta balançando as redes de Sels, decretando o placar de 1 a 0.



Um minuto depois, o jogador balançou as redes novamente, mas o árbitro pegou impedimento de Dí María no início da jogada. Após o apito final, Neymar foi rapidamente para o vestiário e não ficou em campo com os companheiros para agradecer a torcida. O PSG é líder momentâneo do Francês com 12 pontos.

 

FONTE: LANCE!