Vasco vence Flu e garante liderança no Grupo B da Taça GB


Em 02/02/2019

 



A precisão pode ainda não ser das melhores para se garantir na temporada de 2019. Mas já é digna de tornar o Vasco digno da liderança do Grupo B da Taça Guanabara, com 100% de aproveitamento. Com gol de Yago Pikachu, de pênalti, no primeiro tempo, o Cruz-Maltino bateu o Fluminense por 1 a 0, neste sábado, no Mané Garrincha. O triunfo é o quinto da equipe, que terminou a primeira fase com 15 pontos.



Com o resultado, o clube da Colina aguarda as definições do Grupo C para saber qual será seu adversário nas semifinais da Taça Guanabara.  Já o Tricolor das Laranjeiras (que, na próxima terça-feira, estreia na Copa do Brasil contra o River-PI), obteve a segunda colocação do grupo. 



Pontas de areia...


As pífias condições do Mané Garrincha causaram dores de cabeça aos jogadores. Sem manutenção desde o show de Roger Waters (realizado em outubro de 2018),  o gramado tinha buracos e muita areia. O goleiro tricolor Rodolfo e o atacante vascaíno Marrony foram alguns dos jogadores que escorregaram no decorrer da partida. A grande área que ficava à direita das cabines de transmissão aparentava ser a mais prejudicava: tornou-se um verdadeiro areal. Uma lástima em um outrora palco de Copa do Mundo...



De tirar o fôlego


Alheios à situação do gramado, as duas equipes lançaram-se ao ataque desde o apito inicial. Na primeira investida de Marrony, Rodolfo saiu em falso, mas Pikachu cabeceou rente a trave. Os tricolores responderam aos sete, quando Luciano alçou para a área e Bruno Silva carimbou o travessão.   



Doses de polêmica



A polêmica também entrou em campo no acirrado clássico. Bruno SIlva foi puxado por Danilo Barcelos, mas o árbitro Carlos Eduardo Nunes Braga deixou o jogo transcorrer. A arbitragem acertaria aos 23, ao assinalar pênalti quando Nathan cortou com o braço o cruzamento de  Raúl Cáceres. Com sangue frio, Yago Pikachu deslocou o goleiro e estufou a rede aos 23 minutos: Vasco 1 a 0.



Andando em círculos


Em desvantagem no placar, o Fluminense manteve-se dando mostras do padrão que Fernando Diniz propõe: o toque de bola para acuar o Cruz-Maltino. Porém, suas melhores chances vinham em tentativas de longe de Luciano e Everaldo, travadas pela zaga adversária.



Sai de baixo!


Bem postado defensivamente, o time de Alberto Valentim teve duas chance de ampliar nos acréscimos. Raúl Cáceres encontrou Ribamar livre para puxar contra-ataque. O goleiro Rodolfo saiu mal mas, diante do gol aberto, o atacante perdeu a passada e permitiu o corte da defesa tricolor. No lance seguinte, Thiago Galhardo recebeu passe de Werley, mas bateu por cima. 



Sem pudor de atacar!


A apreensão ao ver que o Fluminense seguia com dificuldades para criar jogadas fez o Fernando Diniz apostar em uma cartada arriscada. Com as entradas de Marcos Calazans e Marcos Paulo, o Tricolor das Laranjeiras encerrou a partida com cinco atacantes. 



Em compassos diferentes


Cozinhando o jogo em "banho-maria" a partida, o Vasco perdeu fôlego após as entradas de Yan Sasse e de sua estrela Maxi López (que sentiu a falta de ritmo). Sua melhor chance da etapa final veio quando Danilo Barcelos, que cobrou falta rente à trave. Já os os tricolores tiveram uma reta final de muita expectativa. Aos 41, Yony González cabeceou para a defesa de Fernando Miguel. Na sobra, Luciano encheu o pé e chutou o empate na trave. Mesmo assim, o Vasco, mais aplicado, ratificou sua força nesta primeira fase.



FICHA TÉCNICA

VASCO 1 X 0 Fluminense


Estádio: Mané Garrincha, em Brasília (DF)

Data/hora: 2/2/2019, às 19h (de Brasília)



Árbitro: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

Assistentes: Lilian da Silva Fernandes Bruno (RJ) e Andréa Izaura Maffra Marcelino de Sá(RJ)



Público/renda: 15.864 pagantes/R$ 882.475,00



Cartões amarelos: Yago Pikachu, Maxi López (VAS), Bruno Silva, Luciano, Evaraldo (FLU)


GOL: Yago Pikachu 25’/1ºT (pen.) (1-0)


VASCO: Fernando Miguel; Raúl Cáceres Werley, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Raul, Lucas Mineiro, Thiago Galhardo (Andrey, aos 37’/2ºT) e Yago Pikachu (Yan Sasse, aos 16’/2ºT); Marrony e Ribamar (Maxi López, aos 21’/2ºT). Técnico: Alberto Valentim.


FLUMINENSE: Rodolfo; Ezequiel (Marcos Calazans, no intervalo), Nathan Ribeiro, Matheus Ferraz e Mascarenhas; Caio Henrique, Bruno Silva (Marcos Paulo, aos 29’/2ºT) e Daniel (Mateus Gonçalves, aos 33’/2ºT); Everaldo, Luciano e Yony González. Técnico: Fernando Diniz.

 

FONTE: LANCE

FOTO: RAFAEL RIBEIRO/VASCO



Rede Primeiro Minuto
©2019 - Todos os direitos reservados